Os varejistas sabem muito bem que manter os clientes ativos e recuperar os inativos não são tarefas fáceis. Os consumidores estão mais exigentes a cada dia que passa e, para fidelizá-los, é preciso, além de agradá-los, entendê-los. 

Por esse motivo, preparamos um artigo especial com dicas para a sua empresa ir atrás dos clientes inativos e fazer com que eles voltem a comprar no seu estabelecimento. Mas, antes, é necessário entender que clientes inativos não são clientes perdidos. 

 

Clientes inativos x clientes perdidos

Clientes inativos são as pessoas que realizaram compras na sua empresa, mas que já há algum tempo não realizam essa ação e nem se engajam mais com os conteúdos produzidos pela sua marca. 

Já os clientes perdidos são aqueles que desistiram de vez do seu negócio. Geralmente, o principal motivo que ocasiona essa atitude é a fidelidade com a sua concorrência. 

 

Segmente os clientes

Agora que você já sabe a diferença, é importante que tenha em mente que os clientes inativos podem ser recuperados com mais facilidade. Criar segmentos é uma boa opção nesse momento – conhecer o público facilita dividi-los em grupos e oferecer ofertas personalizadas (para isso, usar como referência a faixa etária ou ticket médio de compras é uma boa estratégia). 

 

Redes sociais

As redes sociais são grandes aliadas para os varejistas, e utilizá-las como marketing de conteúdo e promoções atrativas que se comuniquem com o consumidor pode ser a peça chave para atrair os clientes novamente. 

Manter uma boa relação com os clientes, mesmo depois que as vendas já tenham sido efetuadas é um dos pontos fortes que pode ser realizado através das redes sociais. 

 

Programe-se

Preservar o cliente fiel é mais fácil que atrair um novo. Portanto, ficar atento a sempre estimulá-lo a comprar na sua empresa e retê-lo de seus concorrentes é a forma sábia de consolidar os seus negócios.

 

As estratégias citadas ao longo desse texto ajudarão o seu negócio a recuperar os consumidores perdidos e conseguir colocar em prática ações para fidelizá-los.

Que tal começar a colocar algumas ideias em prática já?