Com o avanço da tecnologia, o consumidor se tornou mais exigente e as opções de compra aumentaram significamente. No segmento supermercadista não foi diferente, muitas pessoas abandonaram o modo tradicional de comprar (se locomover ao local físico do estabelecimento) e recorreram a uma nova categoria: as compras on-line – que muitas vezes geram mais conforto e comodidade ao cliente. 

Tanto homens quanto mulheres adotaram, nos últimos anos, o consumo on-line, entretanto, quem concretiza mais compras no segmento supermercadista é o tema de uma pesquisa realizada em 14 países, pela Kantar (empresa que concentra dados e insights globais de marcas), que indicou que o sexo masculino compra mais nos supermercados on-line do que o feminino. 

O levantamento foi feito a partir de 16 macrocategorias, analisando mais de 100 mil atos de compra e o comportamento de 27 mil compradores on-line – os homens ficaram à frente com 47% contra 39% das mulheres. 

Os dados coletados servem como um alerta aos empreendedores do segmento, servindo para orientá-los quando o assunto for praticar de maneira mais assertiva promoções, preços, produtos e local de distribuição. 

Segundo o AdReaction – Getting Gender Right, outro estudo realizado pela Kantar, a grande maioria das propagandas de produtos de limpeza são destinadas para mulheres, que totalizam 89% do público-alvo; 88% em alimentos e 76% em higiene pessoal, consecutivamente. Entretanto, o mesmo levantamento aponta que 80% do público masculino participa das decisões de compras de supermercado. 

Todos os estudos e levantamentos na área servem como alerta aos supermercadistas e demais empreendedores que atuam no ramo varejista, já que compreender os receios e anseios do mercado são essenciais para que as vendas sejam satisfatórias tanto por meio tradicional quanto de forma on-line.